Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Pra me livrar do baculejo deixei o cabo Fabrício enrabar minha mulher

Autor: mulato corno
Categoria: Heterossexual
Data: 21/01/2018 19:45:32
Nota 9.88
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Vou continuar o que comecei a narrar no conto anterior. Agora vem a parte melhor. Minha putinha mulata, de carnes duras e corpo torneado, bunda grande e cara de puta, é ninfomaníaca e quando tem tara numa rola não sossega até foder com o felizardo. A especialidade dela é anal, embora goste também de um boquete-e de dar a bucetinha pelada e apertadinha. Foder é o esporte dela e já me acostumei com isso. Ela sempre me diz que sou seu homem e que os outros só importam naquele momento. Numa madrugada, voltando de uma festa, resolvi entrar no mato com meu carro e fodi Nayara à luz da lua. Fomos pegos numa blitz policial. Eram dois policiais em duas motos, um cabo e um sargento. O cabo PM Fabrício, um negão de cacetão avantajado,praticamente currou minha mulher e a fez gozar como uma perdida. Depois de levar bofetadas na cara, Nayara começou a chupar o cacete do cabo Fabrício. Aí o sargento ordenou: "estira a língua minha filha; cabo Fabrício, faz da língua dela uma pista de corrida pra tua pica". Nayara estirou a língua e o cabo Fabrício, depois de esfregar a pica nas ventas da minha putinha, roçou o cacete na língua dela. Nayara salivava abundantemente. O cuspe escorria e melava o pauzão de Fabrício. Aí ela se concentrou na glande enorme da pica grossa e deu um banho de língua no pirocão. Fabrício gemia de prazer, a pica dele brilhava de cuspe. Ele abriu a porta do meu carro e ordenou "fica aí de quatro que vou foder o teu cu!". Ela respondeu: "Eu só tô chupando tua rola porque é a forca, mas você não vai ter o prazer de foder meu cu". Aí o cabo Fabrício deu dois tapas violentos na cara dela e Nayara disse "pode bater na minha cara que eu não vou dar o cu, vai, bate! se tu é homem!". Cabo Fabrício deu mais dois tapas ainda mais violentos na cara de Nayara. As lágrimas caíram dos olhos dela e minha mulher teve um choro convulsivo. Ela chamava ele de filho da puta, de viado, de corno aí ele lhe deu mais dois tapas na cara dela. A cara de minha mulher estava toda vermelha e inchada das porradas que levou do cabo Fabrício. Aí, ao invés de continuar resistindo Nayara ficou de quatro no banco do carro e empinou a bunda linda e tesuda pra ser sodomizada por Fabrício. Apareceu um cuzinho enrugado, pulsando, com fome de rola. Então ela ordenou: "vai seu filho da puta, pode foder o meu cu, fode o meu cuzinho a força, deixa meu anelzinho arrombado, vai caralho, me fode na frente do meu corno que ele gosta e na frente desse teu sargentão besta, fode meu cu seu escroto, enfia essa chibata tesuda todinha no meu rabo e goza lá no fundo, quero sentir teu leitinho quente inundando meu anelzinho de couro". O sargento comentou: "tá gostando hein putinha? Tu tava dando uma de mulher séria, de difícil; enraba logo essa vagabunda, Fabrício, ela gosta de pica no cu". Nayara insultou o sargento: "eu tô com tesão mesmo, uma tora dessa dá tesão em qualquer mulher, mas não gosto de ser forçada a foder; agora tua rola fina não dá tesão em mulher nenhuma". O sargento ficou puto, quis bater na cara dela, mas o cabo não deixou. "Deixa, sargento, ela já apanhou muito e eu tô gostando dela". Ela me contou depois que quando viu o mastro do cabo Fabrício e quando sentiu o cheiro da chibata dele deu um tesão incontrolável, só pensava em dar o cu a ele, mas resolveu resistir pra se valorizar e porque nunca fodeu forçada. O sargentão foi pelo outro lado do carro e exigiu que ela fizesse um boquete. Ela não teve como negar e o safado gozou logo na cara dela e obrigou ela a engolir a porra. Enquanto isso, cabo Fabrício tentava encaixar a glande gigante do pênis no enrugadinho da minha mulher. Aí ela lembrou, "tem KY na minha bolsa". Eu peguei o KY, dei a ela e Nayara lubrificou a rola de Fabrício; o roskoff dela já tava lubrificado, escorrendo um melzinho de tesão, mas ela passou KY e Fabríicio enfiou 3 dedos no engolidor de rola de Nayara pra deixá-lo mais alargado. Em seguida ele iniciou a penetração anal no boga faminto de Nayara. Minha mulher tava com a cara inchada das porradas que levou do cabo e agora tinha o ânus fodido. A glande da tora de Fabrício era realmente muito grande e deu trabalho pra entrar na loquinha rugosa de Nayara. Ela fazia força pra expulsar o caralho de Fabrício do seu cu, mas sabia que no fim sua olhota ia agasalhar aquela tora desejada. Fazendo força Nayara era obrigada a empinar o traseiro e tornava a penetração mais difícil mas também mais prazerosa para ela e para Fabrício. Apesar de xingar o cabo e de ter levado porrada na cara dava pra perceber que ela estava sentindo prazer. O membro rijo de Fabrício ia vencendo a resistência dos esfincteres do ânus de Nayara. Ela choramingava e gemia de prazer. "Ai seu filho da puta, tu vai arrombar meu cu, vai rasgar minhas pregas". Ele perguntou "a cabeça da minha pica tá dentro?" Ela demorou um pouco mas respondeu "tá quase entrando seu puto escroto, a cabeça da tua pica tá arrombando meu cu,ai, aiiiiiiii, que gozo, tô ficando doida de gozo". E ele "tá ruim?" Ela gemia e chorava, "ai, ai, ai,ai, ui caralho, ui seu porra" suspirava e ele "eu perguntei se tu quer que eu tire de dentro". Ela não respondeu, mas ele sentia que a puta da minha mulher estava tendo prazer e provocou: "se tu quiser eu tiro meu cacete de dentro do teu cu, tu agora é quem manda, quer ou não quer comer minha pica?" Nayara fez um movimento para trás e seu orifício anal engoliu a glande da chibata poderosa de Fabrício. Ela deu um suspiro de prazer, "aiiiiiiiiiiiiiiiiiiii". E soprava, dizia "ai, porra, caralho, esse filho da puta tá fodendo meu cu". Fabrício, "eu vou tirar de dentro". Ela "não, já botou mesmo, me obrigou, botou a força, agora mete tudo, mete até o fundo do meu cu". A grossa e pesada tora de Fabrício ia alargando a musculatura anal de minha mulher, abrindo caminho e se aprofundando no seu cuzinho guloso. Fabrício falava: "que cuzinho arrochado, nunca comi um cu tão apertado". Mas aquilo era uma curra ou não era? Aí, de repente, ela se revoltava, xingava Fabrício, "filho da puta, corno, viado, escroto" e fazia força pra expulsar o membro rijo e ereto de Fabrício que fodia seu anelzinho; e Fabrício fazia força pra manter a penetração e ir mais fundo no boga de minha mulher, xingava ela também: "vagabunda, chifreira, bundeira, tô fudendo teu cu porque tu quer, tu tá gozando na minha pica". O olho cego de Nayara "mordia" o falo de Fabrício. Isso dava mais prazer aos dois, e Nayara xingava, gritava, chorava, gemia, suspirava e gozava adoidado, "ai, porra, tô gozando, tô gozando, tô gozando seu puto, tu tá me fazendo gozar filho da puta." O cuzinho de Nayara tinha uma lubrificação natural, escorria um melzinho branco de sua olhota. E o gozo dela vinha em cascata, deixando-a enlouquecida, eram várias gozadas sem parar e ela se estremecia toda, suspirava, resfolegava, gemia, gritava, xingava, empurrava a bunda linda pra tràs. "Já entrou toda, seu puto? Tá satisfeito porque me currou, meteu até o cabo essa big pica no olho do meu cu, aiiiiiiiiiiii, tô gozando, como tá gostoso, fode, caralho, fode meu rabo, meu anelzinho tá ardido". Fabrício era forte e puxava os cabelos de Nayara, dava tapas, abaixava as costas dela pra manter a bunda da putinha empinada e facilitar a entrada de sua peça. Fabrício dava estocadas poderosas,batia na bunda dela com força, socava o olho cego de Nayara com força. A cena era tão fascinante que eu e o sargento só olhávamos embevecidos. Eu, com raiva e ciúme de ver outro macho fazer minha mulher gozar de forma tão desvairada. Minha mulher tava com a cara inchada de tapa, o cuzinho ardido, fodido e galado do leite do cabo Fabrício.

Comentários

09/04/2018 11:47:52
Putz!... Viajei no tesão com essa tua Nayara amansando esse Cabo Fabrício. RsrSrs... Ótimo conto, sensual e bem narrado. Dez pra você... Tenho contos aqui e se você comentar, eu vou ficar bem feliz. Bjs=-)
01/04/2018 13:30:15
Muito bom este conto, querido. A tua mulata não foge da encrenca e soube bem amansar esse cabo, aliás, cabão. Rs. Publiquei há pouco um novo conto e adoraria a tua opinião. Nota dez e beijocas.
18/03/2018 10:02:27
Baita contos esse, amigo. A tua guria deve ser uma china mais quente que frigideira sem cabo. Apesar de ter dado tudo pra outro cabo. Rsss. Merece nota 10! Tenho aqui um relato com um casal em Gramado. Dá uma lida como foi. Abs calientes.
28/01/2018 13:26:34
Delicia de contos, menino. Apesar de ser meio forçado, a tua mulher soube conduzir bem a situação, aguentando bem esse cabo safado atrás. A narrativa está bem excitante e merece a nota máxima. Estou com um conto recente também. Beijos da Vanessa.
27/01/2018 18:19:30
Tenho fotos da minha puta. Quem quiser, peça. Vamos ao Rio de Janeiro no meio do ano. Queremos aventura com casal ou um ou dois carazs
25/01/2018 11:39:37
Muito bom esta aventura da tua Nayara com esses policiais tarados. Mais ainda nesse anal espetacular com o cabo que era mesmo um cabão. Rs. Muito obrigado pelo comentário no meu relato. Abraços.
22/01/2018 17:57:35
sensacional
22/01/2018 15:06:55
Muito bom seu conto adorei votado se poder manda foto do rabão da tua putinha [email protected]
22/01/2018 12:03:06
Gutão se você quiser te mando uma foto da bunda dela
22/01/2018 04:39:34
Muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Miller tair marido com ladrão em casa phornosou virgem porque meu tio so chupava minha bucetinhame comeram com meu irmao pauzudocasadoscontos eroticos meu professor me comeu.a gostosas. culpado roludasvideo de homemmorde vaginacontos de incestos surubas com irma em casa nuscontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudodoce nanda parte cinco contos eroticoshttp://esposas perdendo a virgindade com seus maridos: contos eróticosesposas pedem para estranhos tirar camizinha pra gozar bucetao delasxvidio ela mete muito ki abuceta.chega morder o casetevideos de novinha gozando pelo orificio urinariopassei o pau na bunda da minha mae e ela pediu pra eu comer elacontos de sexo raspei minha bucetacadelas casadoscontoszoofiliacontos eróticos mamãe deixa novinha com padrastoSacaniha reboado nos pauzaocontos eroticos urei de tanto gozar minha buceta inchadacasada carente muito seria mais foi ceduzida pelo cadeirante contostexto amor quando você for me fuder,eu quero que você me trate como uma puta, como aquelas atrises de pornodei meu cu e tava bom pornowww delexvidio comnegao pasado opau na bumda da kasadaxvideos gay cu rasgadaimundobicha.com brasil academicosContosveridicos contados por novinhasfilme porno gay papis negao abusa de jovem mundo bichaconto erotico briocoporno contos casal de inquiliolevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frentefotos padrasto come cu da emteada pau gigantesogro casa dos.contosContos gays passeando de carro vestida de crossdressfazendeiro me comeu montado no cavalo contos eroticoscontos eróticos d alguém q adorava ser molestaconto eróticos voyeur vizinha dos fundosbuctao tod c gazandtitias abusada de vestido e calcinha fio dentalSo video de 5 minutos porno buceta e rolas de 16centimetromulher dançando de vestido curto que pode aparecer a b***** dela pelada cuidar de abaixar vídeo pegadinha baixarcontofudi minha cunhadaContos eroticos casais e pintudos fantasiasconheci a menina arranca a roupa dela fica pelada fazendo sexoenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheiovideo a ti a vacilou eu comi o cuzihno do mulequeeu e minha irmã dando para o meu padrasto contosesfregou e gosou na xeca da amiga uhhhquero ver o vídeo da mulher da enxadinha perdendo a virgindade dela mulher beijandocontos eroticos com tamanco salto altoquero ver sexo com patroa lesbica seduzimdo sua enpregada e fazendo sabao com ela no aeu quartoconto gay meu amor psicopatamotorista madura gostosa de van escolar adora dar a buceta e o cuzinho para alunos contos eroticosestórias eróticas de sequestrotavinhomg casa dos contostufos familia favela #8Xvideos grandes pauzudos enrrolaados na toalhas pernas abertasmeu maridinho me deixou fuder na madrugadaconto gay meu amor psicopatamorena boa tocando punheta pro cadavercontos eroticos provocando meu cunhadopaguei para tranzar com a noivinha evangelica contoscontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idademassageando o picao gigantescoporno jaritaca pau grande traiMeu vampiro romance gay capitulo 21contos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombarammaei depilando pau do filho e nao aguenta baicha aboca chupando e setando abuseta ensimawww.pornodoido botao de rosaquero ver filme pornô com preguiça do Flamengo d********* de bruçovídeo de Juliana Paes toda nua umbiguinhovelho insiste até rapaz com mussarela no pornôvideo de sex com pauzaoassistir agoraemtiada.rabuda loulinha dolecente espiada pega foca sexofotoporno dotados verdadeiros jegue e nuporno mulhers efomeadasmae deliciosa abusando de garoto a noite insestominha mulher fodemdo com e olhando para mim com cara de safada gemendo gritando e chamando dizendo ta bom corno corninho ta vendo tua mulher semdo comida fudidacontos eroticos chantagiei minha tia e comi elasexo gay chatagiando o primocontos vi minha mae caga no pauzao do negaonegao rascando roupa de mulheres brancas page 1 xxxxxfudeno cadela de frango asado zoo filiaxxxpastora que manda marido chupa rola e da cu pornoo garotinho do semáforo contos eróticos reaisabaixar tema vendo o primo transando com boneca inflávelquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestocornolandia contosVaqueiro fazendo sexo com a plaquinhavideo omem fragado botando arola pra levantando as saia das muulhres dentro do onibunscontos eróticos mulecona