Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Surpresa do Gabriel 3

Autor: CATEVA
Categoria: Homossexual
Data: 22/01/2018 01:07:59
Nota 10.00
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Chegando a terceira parte e espero que última kkkkk... Valeu pelos comentários. Seria legal se comentassem mais... É meio frustrante abrir fatos de nossas vidas e pouquíssimos comentarem se estão gostando ou não, o que acharam legal e etc...

Enfim, continuando...

Chegamos na galeteria, entramos e fizemos nossos pedidos. Enquanto esperávamos que nos servissem, reparei numa mesa ao lado algumas meninas olhando para o Gabriel.

Eu: Gab, olha discretamente à direita. Tem duas meninas te devorando só com os olhos.

Gab olhou disfarçadamente para elas e me diz:

Gab: São gostosas.

Eu: Pega uma delas kkkk

Gab: kkkk capaz.

Eu: Por que não?

Gab: Eu namoro.

Eu: Sim, mas e o que rola entre nós?

Gab: Ah meu. Contigo eu me satisfaço.

Eu: Ah então eu sou só para satisfação tua?

Gab: Não. Eu não estou conseguindo me expressar. Mas eu não quero pegar outra menina. Eu estou pensando em outras coisas...

Ao falar isso ele ficou corado e baixou o olhar. Decidi que eu não iria forçar nesse assunto para não fazer com que ele se retraísse. E para sorte da conversa o garçom veio até a nossa mesa trazer nossos pratos. Gab começou a comer em silêncio, levantava a cabeça apenas para olhar a TV que estava ligada atrás de mim. Como eu não consigo comer em silêncio eu comecei a falar com ele novamente.

Eu: E então, o que podemos fazer depois de jantarmos?

Gab: Não sei. Não pensei em nada.

Eu: Poderíamos ir pegar um cinema talvez...

Gab: Tu tem praticamente um cinema em casa, se for para assistirmos algo, podemos ir na tua casa.

Eu: Jogar alguma coisa?

Gab: Não estou a fim.

Eu: Ah, então vamos caminhar um pouco e se não pensarmos em nada, voltamos para casa.

Gab: Pode ser.

Eu: Está chateado?

Gab: Não, por que?

Eu: Está meio frio nas respostas, parece que tem algo errado...

Gab: É que estou pensando só.

Eu: Pensando em que? Posso saber?

Gab: Eu confio em ti. E não sei porque eu estou confiando tanto em ti. Eu nunca me abri tanto com alguém como estou me abrindo contigo. Estou pensando em algumas coisas. Namorada. O que eu realmente quero para mim. Pensando em quem amo. Estou com várias dúvidas. São 5 anos de namoro. Eu acho que eu me acomodei...

Eu: Gab, que bom que está confiando em mim. Estou feliz com isso. Mas você não precisa ouvir tudo o que eu digo. Tem coisas que tu pode dispensar. Conserve apenas os bons conselhos. Mas do meu ponto de vista, sim, tu se acomodou no namoro. Na verdade no meu ponto de vista, tu não tem uma namorada, tu tem uma dona. Alguém que diz tudo o que tu deve ou não fazer, para onde tu deve ir e assim por diante. Não é legal. Nem para ti, nem para ela. A partir do momento que tu optou pelo mais fácil, que é deixar ela governar a tua vida, tu se acomodou. Eu acredito que precisa ter reciprocidade, liberdade para um namoro persistir. No teu caso não está tendo nenhum dos dois.

Gab: Mas ao mesmo tempo eu não quero jogar fora 5 anos de namoro...

Eu: Gab, tu não vai estar jogando fora 5 anos. Foram 5 anos de aprendizado. É a tua primeira e única experiência de namoro. Normal que não tenha feito tudo certo. É a experiência que vai te ensinar. O que importa é o que tu quer para ti. Se o que tu quer para ti, é permanecer com o namoro, basta fazer algumas mudanças. Mas tenha uma conversa com ela, exponha o que tu sente, o que tu quer. Se quer acabar o relacionamento, seja honesto com ela sobre os motivos.

Gab: Acho que tu tem razão.

Eu: Agora vamos parar com essa conversa porque te deixa triste e apesar de tu ficar lindo quando está sério, tu é mais lindo quando está sorrindo.

Gab: kkkkkk palhaço...

Eu: Consegui fazer você rir.

Terminamos de comer e saímos para caminhar um pouco na rua. Mas desistimos logo que viramos a esquina. Não achei que fosse seguro caminharmos na rua pois já estava tarde. Voltamos para a frente do restaurante, pois era mais seguro. Chamei o uber e voltamos para a minha casa. Chegamos em casa e fui tomar mais um banho, mesmo sendo noite, estava quente e abafado. Gab fez o mesmo. Enquanto ele tomava banho fui até a sala. Liguei a TV e acessei Netflix para escolhermos algo para assistir. Esperei ele chegar. Quando apareceu na porta estava só de bermuda. Eu perdi o fôlego olhando para ele. Pedi que ele escolhesse algo para assistir enquanto eu ia na cozinha fazer pipoca e pegar algo para beber.

Quando voltei para a sala, ele havia escolhido um filme. Nem lembro que filme era. Não questionei nem que categoria era o filme. Nos sentamos e eu coloquei o pote de pipoca no colo dele. Ele colocou um braço por trás do meu pescoço e ficamos assistindo. Teve uma hora que eu fui pegar a pipoca e ele lentamente tirou o pote de seu colo e eu não percebi. Quando fui com a mão, eu acabei apalpando o pau dele por cima da bermuda.

Eu: Safado, devolve aqui a pipoca.

Ele colocou o pote de volta no colo. Com o braço que estava atrás do meu pescoço ele foi me puxando para perto dele. Quando percebi estava com a minha cabeça no peito dele. Com a mão ele puxou a minha cabeça para cima e deu um beijo na minha testa. Passou a ficar alisando meus cabelos. Eu ouvia seu coração batendo. Ouvia sua respiração. Levantei a cabeça e dei um beijo em seu pescoço e em seguida nos beijamos. Ele colocou o pote de lado.

Gab: Deixa eu deitar um pouco.

Ele se espichou e deitou a cabeça no meu colo. Eu fiquei mexendo em seus cabelos enquanto assistia o filme.

Gab: Nossa que gostoso sentir tu me acariciando assim nos cabelos chega a dar sono.

Eu: Mas não é para dormir aqui assim...

Gab: Então deita comigo aqui. Porque se tu continuar eu vou dormir.

Ele jogou o corpo mais para trás de modo que eu deitasse em sua frente. Assim que me acomodei ele me abraçou e se aconchegou atrás de mim. Ficamos ali assistindo e ele cada vez mais colava seu corpo no meu. Beijava meu pescoço. Até que senti que ele estava de pau duro esfregando na minha bunda. Lentamente ele foi descendo a mão pelo meu abdômen e soltou minha bermuda a puxando para baixo na parte de trás. Escutei o barulho dele retirando a bermuda dele também.

Senti seu membro quente se acomodando entre minhas nádegas e ele movimentava lentamente. Eu sentia seus movimentos e isso aumentava meu tesão. Preferi não interferir em nada e deixar ele fazer no ritmo e como ele queria. Ele ficou ali movimentando. Eu ouvia a respiração dele atrás de mim. Sentia seus beijos em meu pescoço. Eu apenas ficava quieto.

Gab: Fer, dormiu?

Eu: Não, apenas estou curtindo o momento do teu jeito.

Gab: Essa bunda é uma delícia. Não estava mais resistindo.

Ele empurrava um pouco mais forte. Direcionou o pau para o meio das minhas pernas e movimentava. Ele fodia o meio das minhas pernas. Sentia a cabeça do pau dele roçando o meu saco. Era gostoso demais sentir aquele calor no meio das pernas. Ficou assim um pouco e sentia que estava melado onde ele estava esfregando. Pensei que ele tinha gozado em mim, mas era só o tesão dele. Ele puxou mais para trás e direcionou a cabeça para me penetrar. Foi empurrando e eu senti a cabeça entrar. Ficou ali parado e depois tirou. Empurrou novamente até a cabeça entrar e tirou. Fez isso mais algumas vezes e por fim foi entrando com todo ele.

Gab: Nossa que gostoso. Vou te comer só assim hoje. Só nessa posição. Nem queira mudar.

Eu: Eu também estou gostando, nem pensei em mudar de posição.

Gab metia lentamente. A cada metida beijava meu pescoço. Respirava no meu ouvido. Falava alguma sacanagem, mas mantinha o ritmo calmo e lento. Eu estava amando isso. Meu pau estava como uma pedra. Ficamos assim até que o filme acabou. Eu fiz menção de pegar o controle.

Gab: Shhhh! Shhhhh! Deixa estar, fica quieto. Não quebra o momento. Estou curtindo isso. Estou curtindo esse teu corpo. Esse teu calor. Está bom demais.

Eu fiquei quieto como ele pediu. Ele começou lentamente a aumentar o ritmo das estocadas. Estava delicioso sentir isso. Não queria que esse momento acabasse. Foi a foda mais tranquila que aproveitamos juntos.

Gab: Vou gozar.

Fui responder algo mas apenas saiu "Isso". Ele começou a acelerar um pouco mais. E por fim ele cravou mais profundamente. Senti o corpo dele tremer a respiração ofegante e por fim gozou dentro de mim. Ficamos ali deitados mais um pouco até que resolvi me levantar. Ele levantou também. Fui ao meu quarto e fui tomar mais uma ducha. Estava no meio da ducha, ele entrou no banheiro.

Gab: Essa banheira tem história.

Eu: Uma bela história.

Gab: Se eu não estivesse tão cansado...

Eu: Gab, tá querendo mais? kkkk

Gab: Até quero, mas estou sem forças kkkk... Mas vou querer um ducha. Deixa eu entrar aí contigo.

Ele veio junto de mim e ficamos nos abraçando debaixo do chuveiro por um tempinho. Eu saí, me sequei. Fiquei pelado mesmo e fui trancar todas as portas da casa e apagar todas as luzes. Voltei para o quarto, ele estava deitado na minha cama.

Gab: Estava te esperando.

Eu: Nossa Gab.

Gab: Estou te esperando para dormir só. Chega por hoje. kkkk

Deitei na cama e nos abraçamos. Ele colocou a cabeça sobre meu peito. Eu fiquei ali sentindo seu abraço. Mas como estou acostumado a dormir sozinho, não estava conseguindo pegar no sono naquela posição. Devagar eu fui me virando e ele foi se acomodando até que jogou o braço por cima de mim e se encaixou de conchinha atrás de mim. Eu peguei no sono assim.

Acordei na sexta de manhã nos braços dele. Eram 8h quando ouço um celular vibrando. Era o dele. Como ele estava abraçado em mim, fiquei quieto na cama. Passado mais um tempinho o celular vibrou novamente e ele acordou. Virou-se de barriga para cima.

Gab: Bom dia Fer!

Eu: Bom dia Gab!

Gab: Que horas são?

Eu: 08:20.

Gab: Nossa, dormi como uma pedra. Vamos levantar que daqui a pouco eu vou para casa.

Levantamos. Fiz um café ara nós. Após comermos, ele se preparou para sair. Abri o portão e ele subiu em sua moto. Eu fiquei ali olhando ele montar e ligá-la. Estava ali olhando para ele mas meio que viajando nos pensamentos. Ele se virou para mim e falou algo, mas não ouvi o que disse. Ele saiu da moto. Tirou o capacete, veio na minha direção. Me empurrou até a parede e me beijou. Foi um beijo mais intenso dos que normalmente beijava. Ficamos nos beijando mais um tempo.

Gab: Amando essa boquinha. Agora eu vou. Quem sabe semana que vem eu venha novamente se tu permitir.

Eu: Com certeza poderá vir quando quiser. Só não te dou chave da casa hoje pois não tenho nenhuma reserva aqui agora.

Ele sorriu. Voltou para a moto. Colocou o capacete e montou. Em seguida partiu. Eu fechei o portão e voltei para a cama. Ainda sentia o cheiro do perfume dele no travesseiro que ele dormiu.

Esse garoto está me tirando do sério. Nenhum outro com quem fiquei me fez eu me sentir assim. Ai ai.

Espero que tenham curtido o relato. Espero que essa semana ele venha novamente. Se vier, e eu me sentir bem em compartilhar, relatarei as próximas aventuras.

Beijos.

Comentários

22/01/2018 20:03:36
DETESTANDO. GABRIEL É O MAIOR RETARDADO. ME POUPE. ELE ESTÁ TE USANDO. QUER MANTER A NAMORADA E TER VC COMO OBJETO E VC ESTÁ CAINDO FEITO BOBO. ISSO DÁ UMA RAIVA ENORME.
22/01/2018 02:13:02
Q tesão delicia continuar
22/01/2018 01:39:47
Amei a entrega desse início de sentimento de amor por você. Continua logo este conto por favor.
22/01/2018 01:24:38
Perfeito
22/01/2018 01:23:23

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eróticos sinhozinho comendo negrasvídeo pornô homem c****** no pau do outro homem saindo bosta do c* do Cupim na pica no c******** e grossababá da nuvem passageira filme pornôcontos eróticos de sinhozinho comendo escravafodendo o putynho gayminha esposa dis q ta gosano filme pornocontos porno com padre gayContas de incesto mãe tarada descabacando filho a força com fotolargandoo cu com um pepino grosso pornodoidocontos eroticoscuzinho sem pregashappy love casa dos contos paradigmas de uma paixaoLoirinha Gata Magrinha Recebe Pau Enquanto Ler Um Livro baixar olinexvideos cunhadinha nao resistiu amassagemconto erotico com o senhor ditaoa tia zoofilia pegada no caoconto no cinepornoseduzindo você a bater punhetaeguas taradinha no cio pigandofilha um dia essa buceta vai ser minhaContos eróticos gay meninos maldososincesto lendo no colo do papaiContos de meninas ki deu abuceta pra uns velhos tarado pau enormesmulheres de perna nua com a buceta esgassadacao gigante fica emgatado na buceta da nefinha que gene de tesaocontos eroticos mamae subjugadaensopando o cuzinho com gelcache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 flagga de mulheres deficiente fisica se mastubandofoi ajudar a irma estudar e pediu o cu como pagamentomorena boa tocando punheta pro cadaverMinha namorada seduzida pelo papo do pagodeiro contos de mulherescasada coroa video fotocorno secretocontos me enrabou com straponmulheres que nao aguentaram dar o rabo pra bem dotadosquero dois paus me fodendo corninhoquero ver foto bucetao beicudas e hrandeComo era as bucetas no tempo da minha avóS-&-w- Casa Dos Contosmeche gostozo estou gozado dentrodou o cuzinho mas sofro muito ele tem um pauzaocontos minha esposa pediu carona e ganhou pica grossaencoxei lidar evangélicaPorno contos incesto maes ensinam suas meninas como chuopar bucetas paus dos pais dar os cuzinhiosVendedora gostosa do shoppingvi meu genro transando contomulher fazendo sexo e o cara comendo a bucetinha e o cuzinho dela empurrando a picona ela gemendo respirando fundo e ele empurra toda na bucetinha e filmando escondido ela verpai fica pelado perto do seu filho lindo mundobichafudendo minha sogrinha e minha esposa me comendo gostoso contoincesto com meu vô contosContos: Mulher casada adora da o cu para o marido, mais antes faz lavagem no intestino.homem se enxuga nu e a mulher abre a porta senquerer pornocasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fioContos com fotos velhos fudedores chupadoresmulher querendo fazer zoofilia no Rio de Janeirode sirgir blog comda sikis indirnovinhohs gostososcontos eroticos uma doce de cunhadavarias imagens de bucetas e cu aregaadoshomem goando muito na buca do viado mundo bichavi minlha irma crenye no banlhero porrno safadoEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãocontos eroticos gay dormindo com o tiocomendo duas verdinhas muito deliciosa dos busão sexo e do r**** e dos peitãomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosponodoido cenas muito forteConto erotico: o playboy e o malandrocontos comi a cunhadinha parte 2 bunduda virgem novinhacontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudosnorinha ve o pau do sogro duro e faz sexo com elecotos.eroticos.de.coroas.com.muleki.jegi